Atuação estratégica do Programa Oeste em Desenvolvimento

Integrada por 54 Municípios, a região Oeste Paranaense constitui-se num dos maiores celeiros mundiais de grãos e proteína animal, além de abrigar as Cataratas do Iguaçu, destino turístico mundial e a usina de Itaipu, maior geradora hidrelétrica do mundo.

Os solos férteis e abundantes recursos naturais foram incorporados ao processo produtivo ao longo dos anos, assim como obras de infraestrutura foram sendo implantadas, sem alinhar-se a diretrizes ou planejamento de longo prazo. Esta ausência de uma visão global e de longo alcance, ajustada às demandas reais das comunidades resultou em graves distorções e obstáculos.

O Programa Oeste em Desenvolvimento busca suprir esta ausência de unidade na definição de prioridades e demandas ou reivindicações. Resulta da integração de entidades e instituições, públicas e privadas, que decidiram, de maneira estratégica e organizada, desenhar novos rumos para o futuro regional.

Após amplo levantamento socioeconômico, de ativos tecnológicos e demandas, as Entidades integradas ao Programa elegeram 21 ações estratégicas, priorizando seis entre elas. Confira a seguir:

Segurança alimentar para o mundo

Segurança alimentar para o mundo

O Oeste do Paraná é considerado um dos maiores centros mundiais de produção e exportação de grãos e proteína animal (aves, suínos e bovinos), a região Oeste quer atingir excelência plena em sanidade animal e o reconhecimento de status “Livre de Aftosa sem vacinação”.

Energia limpa e diversificada

Energia limpa e diversificada

Sede de Itaipu, maior geradora de energia hídrica do mundo, a região quer ser também exemplo de geração alternativa. Além da recente isenção de ICMS e em novos incentivos energia distribuída o Plano Energético do Oeste, defende melhorias na rede de alta tensão na área rural.

Piscicultura que agrega valores

Piscicultura que agrega valores

Outra meta prioritária do Programa é apoiar e fomentar a piscicultura como alternativa de renda. A região produz, a cada dia, 200 mil tilápias, que são processadas em modernos frigoríficos e destinadas ao consumo interno e à exportação. Esforços se concentram em melhoria genética.

Racionalizar os meios de transporte

Racionalizar os meios de transporte

Investimentos em infraestrutura e logística são prioritários para a construção de um modelo ideal para futuro regional. Incluem-se nesses investimentos, uma nova ferrovia entre Dourados (MS) e Paranaguá (PR), o aeroporto regional entre Cascavel e Toledo e um novo modelo de concessão de pedágio rodoviário.

Inovação para a sustentabilidade

Inovação para a sustentabilidade

A inovação é outro fator importante para sustentar o desenvolvimento da região Oeste Paranaense. A proposta das Entidades que integram o Programa busca estimular novos programas de inovação regional e fortalecer aqueles que já estão em ação, como Inova Oeste e ConectaDel.

Saneamento ambiental integral

Saneamento ambiental integral

Outra bandeira do POD visa criar e regularizar os aterros sanitários, implantar coleta seletiva e destinação de resíduos. O plano é Instituir planos municipais de saneamento em todos os 54 municípios da sua área de abrangência, promovendo o saneamento ambiental integral em toda a região.

Pautas Prioritárias 2018-2022

  1. Continuar a mobilização e apoio para o atendimento do estado livre de aftosa sem vacinação;

  2. Educação Empreendedora;

  3. Governanças público-privadas estabelecidas nos Municípios integrados às estratégias desenvolvimento do território;

  4. Infraestrutura viária rural adequada ao processo produtivo regional;

  5. Matriz energética regional com maior participação do Biogás e da Energia Solar Fotovoltáica;

  6. Mobilização contra a exploração do gás de xisto por meio do fracking;

  7. Mobilização para adoção de novos modelos de concessão de rodovias;

  8. Mobilizar as instituições específicas para validar e regulamentar o uso de dejetos animais como fertilizante;

  9. Mobilizar e incentivar a criação dos CSAs em todos os municípios de abrangência do POD;

  10. Municípios atuantes na definição e realização das estratégias do Oeste em Desenvolvimento;

  11. Municípios com Plano de Desenvolvimento Sustentável integrados às estratégias do Oeste em Desenvolvimento;

  12. Observatório de informações territoriais;

  13. Oeste em Desenvolvimento consolidado e reconhecido como principal estratégia de desenvolvimento do Território;

  14. Otimização no uso da água no setor produtivo;

  15. Plano Regional de Infraestrutura Logística (multimodal);

  16. Processo homologado e instituído para a destinação eficiente de animais mortos (legislação, tecnologia e viabilidade);

  17. Representação política coordenada e atuante na defesa das prioridades do Oeste em Desenvolvimento;

  18. Segurança e qualidade energética para o setor produtivo;

  19. Sistema Regional de Inovação estruturado e operando;

  20. Sociedade regional altamente mobilizada para o desenvolvimento sustentável do território;

  21. Soluções para o tratamento dos passivos ambientais nas propriedades rurais.

06/02/2021

Oeste levanta a voz contra “pedágio caro por mais 30 anos”

Audiência da Assembleia Legislativa em Foz do Iguaçu amplifica críticas ao modelo de concessão apresentado pelos governos federal e estadual.

05/02/2021

POD participa de audiência pública do Pedágio em Cascavel

O Programa Oeste em Desenvolvimento é o principal articulador da pauta do pedágio e encaminhou uma carta ao Presidente da República que foi entregue oficialmente ontem (04), ocasião da presença de Jair Bolsonaro em Cascavel. Por sua vez, o Presidente comprometeu-se em cuidar pessoalmente do assunto, ouvindo lideranças e usuários.

04/02/2021

Menor tarifa: Entidades entregam carta a Bolsonaro, que tratará de tema pessoalmente

O presidente da República, Jair Bolsonaro, recebeu carta assinada por mais de cem entidades que pedem por modelo de pedágio com menor tarifa, sem outorga onerosa e que também diz não ao modelo híbrido de concessão.