08/02/2020

Governo do Estado, Itaipu, PTI, POD e lideranças regionais firmam protocolo para laboratório de inteligência artificial no Oeste

A Região Oeste poderá ganhar o Laboratório de Inteligência Artificial,  iniciativa conjunta de diversas instituições públicas e privadas. O protocolo de intenção para viabilizar o equipamento foi assinado durante assembleia do Sistema Regional de Inovação (SRI), no Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR).

 

Firmaram o termo, o governador do Paraná, Ratinho Junior; o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional,  general  Joaquim Silva e Luna; o superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), general Eduardo Garrido, o presidente do Programa Oeste em Desenvolvimeno (POD), Danilo Vendruscolo; o coordenador do SRI, Jadson Siqueira; e lideranças regionais.

 

O laboratório deverá funcionar no PTI. O protocolo de intenção será encaminhado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A direção do parque havia apresentado essa demanda ao ministro Marcos Pontes, na última segunda-feira, 3, quando ele cumpriu agenda em Foz do Iguaçu.

 

O foco do centro tecnológico deverá ser a agroenergia, com atuação integrada a outros parques tecnológicos do Oeste. A proposta é endossada, também, pela Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundetec), de Cascavel, e pelo centro de biociência e inovação Biopark e rede Iguassu Valley, de Toledo.

"Já temos um ambiente favorável para a inovação no Oeste com três parques tecnológicos fantásticos, que são o PTI, a Fundetec e o Biopark", citou o governador. "Com o laboratório de inteligência artificial, a ideia é criar um grande ecossistema no Paraná, colaborando e fortalecendo a agroindústria e outros setores", enfatizou Ratinho Junior.

O presidente do SRI, Jadson Siqueira, que é empresário em Cascavel, destacou a união entre as instituições da região para a implantação do centro. "É uma grande alegria poder contribuir para construir a inovação no Paraná, de forma colaborativa e unindo uma diversidade de atores", revelou.

 

Presidente do POD, Danilo Vendruscolo afirmou que o laboratório é um investimento para o presente e o futuro. "A inteligência artificial já é uma realidade na economia e na vida social. Esse centro ajudará o desenvolvimento de nosso território, com soluções para o produtor rural e o agronegócio 4.0", pontuou.


Foto: Marcos Labanca/Grampo Comunicação

 

01/04/2021

Decifrando o pedágio

Nesta entrevista, o presidente do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), Rainer Zielasko, fala sobre a nova proposta de pedágios no Paraná e a mobilização da população e entidades pelo pedágio sem outorga. De uma maneira clara e objetiva, Zielasko decifra o termo “outorga” e explica o porquê desta modalidade ser tão prejudicial à região, bem como o impacto na vida de cada cidadão.

16/03/2021

Programa Oeste em Desenvolvimento comemora conquista de área livre sem vacinação

O Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reconheceu o Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação. O ato foi oficializado por meio da Instrução Normativa (IN) 52, assinada pela ministra Tereza Cristina e publicada ainda no exercício de 2020.

15/03/2021

Em dez anos, valor do pedágio será 70% maior

A nova proposta do Ministério de Infraestrutura para a licitação do pedágio no Paraná, para o período de 30 anos (de dezembro de 2021 a dezembro de 2051), prevê uma arrecadação (sem correção) de R$ 156 bilhões. Não se assuste! É isso mesmo. Um valor que, aos preços de hoje, dá para comprar três milhões e 120 mil carros populares.